Como Trabalhar em Portugal como Turista

Para aqueles que têm cidadania européia esse não é um problema, mas a maioria não tem essa vantagem. Existe a possibilidade de vir como estudante, com contrato de trabalho já do Brasil e como empresário ou investidor. Mas se você não se encaixa em nenhum desses casos, vai precisar trabalhar em Portugal como turista para obter o visto de trabalho.

 

O problema é que para conseguir uma residência é preciso conseguir contrato de trabalho, mas para conseguir um bom contrato de trabalho é preciso ter a residência. Ou seja, cria-se um problema circular.

 

Conversei sobre esse problema com o Marcos*, um português especialista em recrutamento de uma grande consultoria internacional de RH que atua aqui em Portugal. Durante a entrevista ele me explicou que as empresas podem ser multadas se contratarem profissionais sem visto de residência, por isso as grandes empresas não querem arriscar apostar num profissional cuja residência pode ser negada posteriormente, o que pode ser um problema para quem precisa trabalhar em Portugal como turista.

 

Uma das opções é procurar emprego fora do circuito Lisboa e Porto, conforme diz a Roane Pereira, profissional de RH que trabalhou 8 anos na região do Alentejo. Segundo ela, atividades profissionais que exigem menor qualificação têm como hábito a contratação de estrangeiros e ajudam no processo de legalização.

 

Há vários sites que mostram como viabilizar burocraticamente o seu visto para Portugal, como estudante, empregado, empresário e investidor. Eu gostei muito desse aqui e sugiro que leiam atentamente antes de tomar essa decisão.

 

Meu foco é trabalhar sua Inteligência Emocional para que você faça seu planejamento com segurança e alegria. (aliás, já baixou o ebook? Rota para o Mundo)

 

Para Trabalhar em Portugal como Turista é Preciso Largar o Ego

Trabalhar como turista em Portugal então é possível e legal.

A questão é entender como você vai lidar com a necessidade de fazer um trabalho abaixo da sua qualificação como estratégia de obtenção de visto. 

Muitas pessoas veem isso como uma redução de status, uma humilhação. Essa experiência pode ser tão negativa que vai arrasar com sua autoestima e fazer com que se pergunte o que está fazendo aqui.

Para poder adotar essa estratégia é importante ver isso como parte de um projeto de médio a longo prazo e levar com leveza, com bom humor até que saia a sua residência e outras portas se abram.

 

Você não é o seu cargo, não se resume a um título. Imagine que um dia irá se aposentar, então vai perder o seu valor? Irá se identificar como aposentado?

 

Mesmo que entre na sua carreira é bem provável que tenha que dar alguns passos para trás, quando se quer trabalhar em Portugal como turista. Quem era gerente entra como analista até que mostre seu valor e possa subir dentro da empresa. Isso é muito comum, afinal ninguém te conhece ainda, você é uma aposta e esse risco precisa valer a pena.

 

Aproveite a Experiência para seu Crescimento Pessoal

Você pode levar esse primeiro emprego com pressa de acabar logo e isso sabotar seu projeto. Imagine que conseguiu um trabalho administrativo. Você terá que se manter nele até que a residência saia. Caso seja demitido terá que começar tudo de novo e seu projeto de alcançar a gerência ou a posição de especialista que tinha vai demorar ainda mais para se concretizar.

 

Mas pode levar como uma experiência de vida, como uma forma de se relacionar, de conhecer pessoas bacanas, de entender melhor como funciona a cultura portuguesa, como é a forma de comunicação. Tudo isso vai te ajudar a se adaptar e a pavimentar seu caminho rumo ao seu objetivo.

Descubra novos talentos, estude o seu mercado, dedique-se ao aprimoramento profissional para a sua carreira. Faça amizades, conexões. O networking é como um saco de sementes, só saberemos o que vamos colher depois de plantar. Então, aproveite esse tempo para semear.

No entanto um alerta é essencial para que esse plano dê certo.

Se depender exclusivamente da renda desse primeiro emprego pode ser que acabe perdendo de vista o foco na sua carreira e tenha que pegar um emprego após o outro para poder sustentar a si a e sua família e todo o projeto vá por água abaixo.

Para que esse plano de trabalhar em portugal como turista dê certo é essencial:

  • Entender o trabalho temporário como uma experiência de vida
  • Se conscientizar de que todo trabalho é digno
  • Fazer os cálculos de custo de vida, levando em consideração gastos iniciais maiores
  • Ter uma reserva financeira de no mínimo um ano
  • Aproveitar para estudar preparar-se na sua carreira
  • Fazer contatos na sua área
  • Manter a mente aberta para oportunidades que possam surgir e te agradar.

 

Trabalhar em Portugal como Turista Pode Não Ser para Você

Tenha Um Plano de Ação Realista, Baseado em Quem Você é

Cada caso é um caso e entender o seu perfil é essencial para que você trace um plano de ação que dê certo para você. Ter Inteligência Emocional não é ser sempre sereno e pacato, mas sim ter um bom nível de autoconhecimento para entender seus recursos, suas forças e poder contar com elas quando os obstáculos e as oportunidades aparecerem. Mas é também conhecer suas limitações e não forçar a barra.

Essa estratégia pode não ser para você, mas isso não significa que não existam outras forma de realizar esse sonho.

 

Se precisar de ajuda para traçar um plano de ação que seja adequado aos seu Perfil e objetivo é só falar comigo.😉

DISC investário de personalidade
Avaliação de personalidade DISC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *