Escola Pública em Portugal

A Inscrição na Escola- burocracia e paciência

Eu cheguei em Portugal no final de Agosto, portanto em cima da hora do início do ano letivo aqui, que começa em Setembro.

Eu já comentei em outro artigo como a educação é um valor muito importante para nossa família e como isso influenciou inclusive a escolha do local onde iríamos morar.

(Como Escolher um Apartamento em Portugal)

Em geral os muídos (como chamam as crianças por aqui) estudam na escola mais próxima de onde moram, mas muitas vezes acontece de não haver mais vagas – e foi o que aconteceu conosco.

Meu objetivo aqui não é explica os trâmites para inscrição na escola, para isso há os sites oficiais e profissionais especializados, mas sim contar nossa experiência e mostrar como é essencil ter Inteligência Emocional para lidar com isso tudo.

Como Eu Driblei a Falta de Vagas na Escola

Já na minha primeira tentativa de atendimendo na Escola de São Jão, onde moramos, já nos informaram que seria difícil conseguir vagas, mas eu sabia que isso poderia acontecer e já havia decidido que levaria tudo com muita paciência. Eu disse a mim mesma – Carolina, você provavlemente irá 10 vezes na secretaria, irão te dar informações erradas e você vai persistir.

Bom, não tive que ir 10 vezes, só 4. Rs.

A responsável pela equivalência escolar estava realmente muito sobrecarregada nessa altura do campeonato e seu estresse era nítido. Ela falva tão rápido que eu mal entendia o que ela dizia. Mas eu sabia que essa documentação era essencial para a inscrição em qualquer escola.

O que eu fiz com relação a isso é o que ensino meus filhos – olhe nos olhos, repita o nome da pessoa e mostre empatia com a situação dela. Perguntei o que EU poderia fazer para facilitar todo o trabalho e ter isso resolvido rapidamente.

Ela mudou o tom comigo, tornou-se simpática e explicou-me com muita calma como eu deveria proceder. No entanto, não procedi da forma como ela orientou. Ela disse que eu poderia deixar que a Escola de São João buscasse uma escola para os meus filhos ou que eu mesma fosse a cada escola ver se havia vagas.

Mas então, o que eu fiz?

Como Eu Consegui uma Vaga de Forma Simples e Rápida

Eu resolvi usar uma outra estratégia que até hoje só me ajudou – o networking.

Enquanto eu esperava para ser atendida na escola, comecei a conversar com outros pais e responsáveis que lá estavam e recebi várias dicas, ou melhor, recebi a mesma dica diversas vezes: – Vá à Câmara de Cascais e fale com o secretário de Educação.

O fato é que aqui em Portugal até crianças ilegais precisam estar matriculadas e estudando. Então realmente existe um esforço para isso.

Na Câmara eu fui muito bem recebida. Não havia recepção, por isso entrei numa sala, disse que estava perdida e uma funcionária me levou pela mão para conversar com o responsável pelas vagas em escolas. Não havia filas! Conversamos um longo tempo e ele fez uma rápida pesquisa e descobriu que a escola que era justamente a de minha preferência tinha vagas! Ora pois! Não há reservas de vagas, mas quando cheguei na escola da Cidadela, onde hoje Bruno e Sofia estudam já sabiam do meu caso e foi tudo muito simples.

Venci a burocracia com simpatia e bons contatos.

Claro que eu já estava preparada para que eles pudesse ficar em escolas diferentes ou que não houvesse vagas também nessa escola, mas como escolhemos o local de moradia pela avaliação das escolas sabíamos que eles teriam uma boa educação.

Como Estou Avaliando o Ensino Público em Portugal

Há um mês que nossos filhos frequentam a escola pública em Cascais e estou cada dia mais bem impressionada.

Sofia entrou para o oitavo ano e Bruno para o décimo e em ambas as reuniões de pais há um professor que fica dedicado a cada turma. Não estou falando de ser o responsável, mas de ser dedicado, mesmo. Eles informam o telefone celular particular (telemóvel por aqui) para que a comunicação seja facilitada, mesmo que exista um email específico da turma. Este professor ainda disponibiliza horários semanais para conversar sobre os alunos de forma particular.

A Sofia sempre estudou em escolas particulares excelentes no Rio e nunca vi tamanha atenção e dedicação por parte da escola. A professora da turma dela pediu uma reunião para entender melhor o perfil da Sofia e criar uma parceria comigo para ajudar na sua adaptação e aprendizado. Nitidamente uma profissional que ama o que faz.

Portanto,  mostrar interesse na escola e ser proativo na relação com os professores fará enorme diferença.

A agenda escolar é eletrônica, então por meio de um site vê-se até anotações sobre comportamento e falta de material do aluno e cada turma não tem mais do que 25 alunos. Fiquei muito feliz em ver também que o  inglês e a educaçaõ física são levados a sério tanto quanto as demais matérias. As crianças realmente fazem exercícios e saem falando inglês!

Sofia tem ainda aulas de francês, já que o inglês aqui não é um diferencial, mas sim uma obrigação. Até eu quero fazer aulas de francês.

Os dois estão adorando a escola. Dizem que apesar da carga horário ser maior o dia parece passar mais rápido, porque há um intervalo de 05 a 15 minutos entre as aulas.

No secundário há um orientação vocacional e vários projetos super interessantes.

Sem falar que o Estado dá todos os livros didáticos, ou seja, a escola é pública MESMO. E para quem tem baixa renda ainda há auxílios para compra de material pessoal e de almoço (que custa 1,45).

Os professores são muito firmes e não aceitam desaforo de pais. Eu acho isso ótimo, porque eles passam confiança no trabalho e na relação com os alunos. Há também muito mais exigência de disciplina do que nas escolas particulares que conheço no Rio (eu acho isso muito bom).

Mas é claro que nem tudo são flores…

Os Pontos Negativos da Escola Pública

Sofia ficou quase dois meses com 3 professores a menos que se afastaram por doença e o Estado demorou em repôr. Há falta de professores aqui. Devido à alta nos preços dos aluguéis algumas regiões não valem a pena o deslocamento ou o preço da moradia para o salário de um professor.

Se você não conseguir a escola que deseja pode ser que demore para conseguir uma transferência.

Mas para ser sincera até agora só vi esses problemas.

No cômputo final estamos muito felizes deles estarem estudando com pessoas de diferentes nacionalidades e culturas e de estarem obtendo um ensino de alta qualidade.

Enfim, essa é a nossa experiência, espero que te ajude a se planejar emocionalmente para o desafio e que abra sua mente para uma forma diferente de relação com a escola.

Eu escrevi um ebook para ajudar quem está buscando esse caminho. Baixe e aproveite!

Ebook – Rota para o Mundo

 

 

DISC investário de personalidade
Avaliação de personalidade DISC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *