Como Está o Mercado de Trabalho em Portugal?

Desde que cheguei em terras lusitanas muitas pessoas me enviam perguntas sobre o mercado de trabalho em Portugal e é para falarsobre isso que resolvi escrever hoje.

Posso começar compartilhando a minhas experiências de mapeamento de mercado aqui de Portugal quando decidimos nos mudar. Eu já tinha ouvido vários boatos sobre o mercado de RH e de orientação de carreira por aqui, mas para ter certeza de que não cairia em crenças ou boatos sistematizei uma pesquisa que acho que vai servir para todos. Mas ant5es de entrarmos direto das dicas de pesquisa é essencial abrir sua mente para algumas questões.

Para Conhecer o Mercado de Trabalho em Portugal é Essencial Entender que:

  • O mercado de trabalho varia conforme a cidade, região
  • As oportunidades não são as mesmas em todo o país
  • Portugal pode ser uma porta de entrada para a Europa como um todo
  • Falar inglês é essencial até para funções mais simples, mesmo em Portugal
  • Existem formas diferentes de trabalho: emprego com contrato fixo, temporário, freelance, trabalho digital, autônomo. Abra a sua mente.

Dito isso, vamos à forma como você pode pesquisar a respeito da sua área em terras lusitanas:

Como Mapear o Mercado de Trabalho em Portugal

1) VAGAS

Isso é o básico para qualquer emprego, em qualquer lugar do mundo. Pesquise as vagas, analise sua competitividade e a quantidade de vagas disponíveis.

Use sites de emprego, de consultorias de RH sediadas em Portugal e das empresas nas quais gostaria de trabalhar.

O sapo é um grande site de empregos daqui de Portugal, mas aqui, há vários outros que você pode pesquisar, além de poder sempre contar com o Google Jobs.

As redes sociais também possuem grupos de vagas e pesquisar no Linkedin é essencial! Os Portugueses não publicam tanto as vagas nos feeds de noticia quanto os brasileiros, mas usam muito o recurso oficial de vagas dessa rede.

Eu acho isso tão importante que não canso de bater nessa tecla. Fiz até um vídeo sobre isso e criei um método para que você analise sua competitividade por meio de uma pesquisa bem-feita e melhore suas chances de contratação.

2) NETWORKING

Comece a conversar com profissionais da sua área que morem em Portugal. Fale tanto com portugueses como com estrangeiros.

Tenha um rol de perguntas diretas e objetivas, de forma a obter respostas claras.

O Linkedin é ótimo para esse tipo de contato. Eu já tinha informações e contatos valiosos mesmo antes de cá chegar. Essas pessoas ainda me ajudam imensamente.

Mas o Linkedin é cheio de fantasmas, por isso procure quem está ativo na rede para não perder seu tempo com assombrações.

💡 Uma boa dica aqui é fazer a pesquisa por conteúdo e depois conversar com as pessoas que curtiram ou comentaram o post que tem relação com a sua área.

3) REVISTAS e SITES ESPECIALIZADOS

Recomendo que sigam o perfil da Human Resources Portugal no Linkedin ou no site deles. É uma revista que fala de mercado de trabalho e aborda várias áreas profissionais, além de tratar também de questões trabalhistas.

Mas não deixe de pesquisar mais profundamente a sua área, buscando informações do sindicato ou conselho da sua classe em revistas online especializadas daqui.

4) SITES DE COMPARTILHAMENTOS DE SALÁRIOS E OPINIÕES

Hoje já existem alguns sites onde profissionais compartilham o que ganham e suas opiniões sobre as empresas em que trabalharam. Achei aqui o meusalário.pt e também já há o antigo Love Mondays que agora se tornou o Glass Door. As grandes consultorias de RH, como a Michael Page e Hays também divulgam pesquisas que eles mesmos realizam e são bem confiáveis.

Enfim, coloque a mão na massa, sistematize sua pesquisa e venha com uma visão realista.

Essa é certamente uma forma segura de fazer seu planejamento.

Mas considerar a busca de emprego como único fator é um erro que pode acabar com seus planos, por isso vou te dar um presente. Baixe o Ebook Rota para o Mundo e veja como se preparar sua vida para essa aventura.

Se precisar de ajuda com isso, é só entrar em contato! 😉

 

DISC investário de personalidade
Avaliação de personalidade DISC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *